Atendimento telefônico: 48. 3234-7247 ou 48. 3364-7247
Somos feitos de ideias. Cresça conosco.

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (Obrigatório)

Seu telefone (com DDD) (Obrigatório)

Assunto

Mensagem

[recaptcha]

Reconhecimento

Desde 2007 entregando o melhor conteúdo para o crescimento das farmácias e farmacêuticos magistrais.

Siga-nos

Nosso Endereço

Rua Santa Luzia 100
The Place Office Sala 206
Florianópolis, Ilha da Magia SC
Brasil

Telefones: 48. 3234-7247  | 3364-7247
Email: pharmaceutical@pharmaceutical.com.br

Removedor de cerúmen – Proposta verde sem propilenoglicol

Removedor de cerúmen – Proposta verde sem propilenoglicol
24 de fevereiro de 2017 Marlon Barg

O cerume ou cerúmen, vulgarmente conhecido como a cera do ouvido, é uma substância produzida pelas glândulas dos ouvidos, possui diversas propriedades protetoras, como impermeabilidade à água e a presença de anticorpos, de consistência pegajosa, que ajuda a grudar corpos estranhos minúsculos, além de servir como lubrificante do canal auditivo, o que diminui o risco de ressecamento e lesões.

– A otite externa é uma condição inflamatória do tecido de revestimento do canal auditivo externo e a sua incidência é de até 20% em cães e de 2% em gatos.

Os principais sintomas da otite externa são:

Coceira;

Vermelhidão, inchaço e dor;

Exsudato (secreção) e odor forte;

Normalmente, em função dos sintomas, o animal balança muito a cabeça e coça o ouvido. Em alguns casos, devido ao ato de coçar, ocorrem hematomas, dermatites e abrasões.

 

Em inflamações persistentes o canal auditivo se torna espessado e endurecido e, se não for tratado convenientemente, pode ficar totalmente ocluso, tornando quase impossível a sua recuperação.

 

  • Causas primárias: diretamente induzem à otite externa como parasitas, alergias, corpos estranhos, distúrbios de queratinização e doenças autoimunes.
  • Fatores predisponentes: representam riscos para o desenvolvimento da otite externa como a conformação do canal auditivo, umidade excessiva, tratamentos inadequados e obstruções do canal.

 

 

O propilenoglicol, muito utilizado como veículo nas preparações otológicas, pode causar irritação no canal auditivo aumentando a produção de cerúmen, além de alterar o pH do canal impedindo a ação efetiva dos antibacterianos.

Outros adjuvantes farmacotécnicos, como co-solventes, edulcorantes e conservantes, também podem ser tóxicos para os animais. De maneira geral, recomenda-se a utilização de bases simples, com poucos adjuvantes, e a pesquisa da segurança de cada componente antes de colocá-lo na formulação.

 

Por que proposta verde?

As formulações comerciais são limitadas e restritas, e seu uso é contraindicado em animais com sensibilidade comprovada aos componentes das fórmulas.

A fórmula é composta por um complexo de plantas ricas em substâncias antissépticas, queratolíticas e antipruriginosas indicadas para limpeza do conduto auditivo de cães e gatos, o removedor de cerúmen conta com formulação não irritante especialmente indicada para a limpeza periódica do conduto auditivo removendo o excesso de cerúmen, sujidades e restos celulares, além de ter uma marcada ação emoliente.

Seu pH básico não altera o microclima no canal auditivo e não inviabiliza a redução efetiva da carga bacteriana na orelha do animal, além dos antibacterianos tópicos serem melhor absorvidos em meio alcalino.

Modo de usar:

Aplicar de 5-10 gotas do removedor de cerúmen, dentro do conduto auditivo do animal. Massagear a base do pavilhão auricular. Em caso de haver muito cerúmen repetir a operação removendo o excesso com uma gaze ou algodão. É normal e esperado que o animal sacuda a cabeça para retirar o excesso do produto. Pode ser utilizado também para limpeza periódica da zona mais externa do conduto auditivo.

Se você é farmacêutico magistral ou médico veterinário, vai se interessar por essa informação.