Atendimento telefônico: 48. 3234-7247 ou 48. 3364-7247
Somos feitos de ideias. Cresça conosco.
 

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (Obrigatório)

Seu telefone (com DDD) (Obrigatório)

Assunto

Mensagem

captcha

Reconhecimento

Desde 2007 entregando o melhor conteúdo para o crescimento das farmácias e farmacêuticos magistrais.

Siga-nos

Nosso Endereço

Rua Santa Luzia 100
The Place Office Sala 206
Florianópolis, Ilha da Magia SC
Brasil

Telefones: 48. 3234-7247  | 3364-7247
Email: [email protected]

Buscador do Google promoverá teste de depressão em usuários

Buscador do Google promoverá teste de depressão em usuários
24 de agosto de 2017 Regis Luiz

Questionário será disponibilizado a quem procurar depressão pelo termo no celular

A depressão é hoje um dos principais males presentes no mundo, e um dos principais fatores para que ela esteja tão disseminada nas sociedades ao redor do globo é que a maioria dos afetados não tem consciência de que possuem o transtorno. Visando ajudar com a questão, o Google anunciou que irá disponibilizar para a sua plataforma mobile um questionário que ajuda o usuário que procurar pelo termo a descobrir se ele tem ou não a doença.

O teste, clinicamente aprovado, será disponibilizado no Google norte-americano em um quadro no topo da página de resultados da pesquisa pelo termo “depression”. Intitulado de Knowledge Panel pela empresa e usado para termos muitos pesquisados, o quadro conterá além de informações sobre o que é a depressão e quais são os seus sintomas e tratamentos uma opção “cheque se você está clinicamente deprimido”, que levará o usuário a realizar um questionário conhecido como PHQ-9, usado normalmente para diagnosticar pacientes primários da doença à partir de nove perguntas.

Implementado em parceria com a National Alliance on Mental Illness, o questionário é privado e pode ajudar quem está em dúvida se tem ou não a doença. No anúncio oficial, feito no blog oficial do Google, a NAMI diz que espera que ao tornar mais acessível o teste ela ajude as pessoas a tomarem consciência de sua própria doença e a procurarem tratamento, fazendo com que os usuários tenham “uma conversa mais informal com o seu médico”.

De acordo com dados fornecidos pela organização, um em cada cinco americanos tem depressão e quem possui o quadro demora uma média de seis a oito anos para procurar tratamento. Ainda não há previsão para implementação do teste nos buscadores mobile de outros países.

por  b9.com.br