Atendimento telefônico: 48. 3234-7247 ou 48. 3364-7247
Somos feitos de ideias. Cresça conosco.
 

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (Obrigatório)

Seu telefone (com DDD) (Obrigatório)

Assunto

Mensagem

captcha

Reconhecimento

Desde 2007 entregando o melhor conteúdo para o crescimento das farmácias e farmacêuticos magistrais.

Siga-nos

Nosso Endereço

Rua Santa Luzia 100
The Place Office Sala 206
Florianópolis, Ilha da Magia SC
Brasil

Telefones: 48. 3234-7247  | 3364-7247
Email: [email protected]

Postado com tags de ‘Farmacêutico(a) magistral’

  • Visitação Médica

    Passo a passo para VISITAÇÃO MÉDICA na prática por FARMÁCIAS DE MANIPULAÇÃO

    - by Regis Luiz

    VISITAÇÃO MÉDICA NA PRÁTICA

    Segundo pesquisa recente, cerca de 73% dos empresários magistrais afirmam que a intensificação da visitação médica proporciona aumento significativo no faturamento da farmácia.

    O processo de visitação médica é bastante simples, quando planejado para tal. Deve ser encarado como um motor indispensável para o bom funcionamento do faturamento a farmácia e também do relacionamento de longo prazo com os prescritores para garantir sustentabilidade e perpetuar a relação entre farmácia e médicos.

    Vamos aos passos:

    1 – Definir junto à equipe quem será o propagandista (não é necessário ser farmacêutico, pode ser o dono da farmácia – bastante recomendado pelo relacionamento e por ser quem melhor “vende” sua farmácia –  pode-se treinar alguém dentro da equipe). Não há necessidade de num primeiro momento criar uma área específica para isso, porém, já se pode planejar para o futuro.

     

     

    2 – O propagandista e ou o dono da  farmácia: deve fazer levantamento da carteira de prescritores que já prescrevem para a farmácia e de possíveis novos cadastros.

    3 – Dar prioridade num cronograma de visitas para aqueles prescritores que já tem um bom volume de prescrição para a farmácia – dar atenção para quem te dá atenção -.

    4 – Estabelecer no cronograma, os dias e horários da semana para uma rotina mensal de divulgação junto aos prescritores.

    5 – Preparar material de divulgação de acordo primeiramente com o que já se tem no estoque ou mp´s que queira lançar no mercado, porém é importantíssimo já ter no estoque ou ter um bom fornecedor que lhe garanta a entrega rápida da mp divulgada; 

    Preparar materiais de acordo com as analises que o sistema da farmácia apresentar em relação a quais as informações os prescritores estão direcionando para a farmácia, é sempre bom começar pelo que eles já conhecem, já gostam e precisam para o dia a dia, em seguida partir para novidades ao longo do relacionamento e afinidades com as prescrições dos mesmos.

    6 – Estudar detalhadamente o material e as características do prescritor a ser visitado: Antes de ir até o consultório, o propagandista precisa conhecer aquilo que estará divulgando, ou seja, posologia, indicações e contraindicações, interações, mecanismos de ação, principais benefícios dos ativos. Também é importante anotar percepções de personalidade do prescritor para ter mais habilidade no trato com o mesmo.

    7 – Estar preparado para dar suporte técnico aos prescritores, respondendo dúvidas ou sugestões e realizando um pós-venda qualificado.

    8 – Estabelecer uma comunicação integrada com os colaboradores da farmácia. Todos devem saber quais produtos estão sendo divulgados, dessa forma estarão mais preparados para atender o paciente e completar o ciclo de confiança:  farmácia -prescritor –paciente-farmácia.

    9 – Reavaliar estratégias de comunicação, acompanhar desempenho de prescritores após 3 à 6 meses de intensa visitação.  Estabelecer ciclos de divulgação de produtos e formulações. Sempre reavaliando resultados ao longo do período. A visitação médica é um processo de relacionamento a longo prazo que quando feito profissionalmente gera resultados extraordinários.

    10 – Realimentar esse processo contando com o auxílio de material científico de alto padrão e um método de aumento de faturamento com até 10 médicos em 3 meses de operação.

    Case de Sucesso

    Joana, farmacêutica há mais de 10 anos é proprietária de uma farmácia de manipulação no interior de Minhas Gerais com 7 colaboradores.

    Inquieta e guerreira como toda mulher batalhadora, queria ter mais resultados financeiros com a sua empresa (sim, farmácia é uma empresa, além, claro de um estabelecimento de saúde).

    Joana visualizou na visitação médica o caminho para o aumento do faturamento de sua empresa. Foi então que decidiu iniciar um processo estruturado de visitas aos prescritores.

    Auxiliada por nós da Pharmaceutical Consultoria, ela foi treinada e orientada com um método que possibilita o aumento de faturamento com até 10 médicos em até 3 meses de operação. O método consiste em técnicas simples de gerenciamento de relacionamento com a classe médica.

    Quando iniciou a parceria e o treinamento conosco, fornecemos a ela o material com artigos científicos de diversas especialidades (clique AQUI e veja exemplos) que ela mesmo escolhe em nosso site mês a mês, facilitando assim o que ela quer divulgar com os prescritores, e ela usa o material todo porque é ela quem escolhe cada assunto.

    O faturamento dela que girava em torno de R$ 73.000,00 foi para a casa dos R$ 108.000,00 nos 3 meses seguintes do início do método.

    Querida pessoa. Conte conosco em sua jornada.

    Somos apaixonados e temos imensa admiração pela profissão farmacêutica e pela farmácia magistral. 

    Abraços.

  • Farmácia de Manipulação

    A Melatonina vai muito além de estabilizar o ritmo e a qualidade do sono. Confira!

    - by Pharmaceutical Consultoria

    Quem costuma trazer um carregamento de cápsulas de melatonina toda vez que viaja ao exterior já NÃO precisa mais fazer isso, e pode comemorar: o hormônio foi recentemente liberado pela Anvisa para ser comercializado no Brasil em forma de medicamento manipulado.

    Hormônio do sono agora é achado em farmácias de manipulação e é somente liberado para ser comercializado por elas.

    A melatonina é um hormônio produzido pela glândula pineal, que auxilia os ritmos biológicos, em especial o ciclo do sono e vigília. Em ambientes escuros e calmos, os níveis de melatonina aumentam, melhorando o sono, e é para isso que, normalmente, as pessoas buscam a versão medicamentosa.

    A reposição dessa melatonina, porém, não é necessária na maior parte dos casos. “A melatonina não é um suplemento. É um hormônio natural cuja ausência, redução ou hiperprodução pode provocar alterações no sono, e essas sim precisam ser corrigidas”, diz José Cipolla Neto, pesquisador em neurofisiologia e neuroendocrinologia da Universidade de São Paulo (USP).

    Idosos com Alzheimer, pessoas com espectro de autismo, pacientes com distúrbios metabólicos ou crônicos de sono podem precisar da reposição de melatonina, mas apenas eles.

    O atraso na produção da melatonina ocorre sempre que se deixa alguma luz acesa, ou mesmo pela luz noturna ambiente. Também ocorre quando se usa aparelhos eletrônicos de LED antes de dormir ou se a pessoa precisa tomar um medicamento beta bloqueador.

    A redução na produção da melatonina pelo organismo pode provocar distúrbios de crescimento e até mesmo deficiência insulínica.

    A melatonina vai muito além de estabilizar o ritmo e qualidade do sono, apresenta envolvimento em diversas outras funções fisiológicas e doenças:

    – Autismo: Estudo demonstrou que a suplementação de melatonina em crianças com espectro autista proporcionou aumento da quantidade e da qualidade do sono, com consequente melhoria do comportamento durante o dia;

    – Câncer: Previne o crescimento de tumores, inibindo a proliferação e a capacidade de invasão das células de câncer;

    – Ação antioxidante: A melatonina reduz o estresse oxidativo, através da redução e/ou eliminação de reagentes de oxigênio e nitrogênio produzidos na mitocôndria.

    – Diabetes: Estudo demonstrou uma associação entre a diminuição da secreção de melatonina durante o sono e um risco maior de desenvolvimento para o diabetes tipo 2.

    A Pharmaceutical disponibiliza para as farmácias de manipulação um Guia Completo da Melatonina Manipulada. Inédito e inovador, contém a farmacoténica detalhada das preparações deste hormônio e também disponibiliza um material para divulgar com os médicos e profissionais prescritores. Aliás, consta no material quem pode e quem não pode prescrever e como prescrever. Confira mais detalhes no link. Clique AQUI.

  • Farmácia de Manipulação

    Você Sabe como as Farmácias de Manipulação Trabalham?

    - by Regis Luiz

    Por Marlon Barg.

    Você ainda tem dúvidas de como selecionar uma farmácia de manipulação? Confira neste artigo algumas dicas importantes de como você pode avaliar a sua farmácia de manipulação.

    No passado, a Manipulação ERA a farmácia!!! A história relata que farmacêuticos manipulavam medicamentos para pacientes mediante receita médica. No começo do século XX, entretanto, a indústria farmacêutica começou a produzir a maioria das formas farmacêuticas para pacientes e a necessidade da manipulação diminuiu. Desde então, porém, muitos fatos mudaram e a indústria farmacêutica não atende mais toda a demanda de medicamentos e a farmácia de manipulação cresceu bastante. Houve desvios nesse caminho.
    A manipulação farmacêutica é importante pelas seguintes razões, separei duas delas para você:

    1. LIMITAÇÕES NAS DOSAGENS DOS MEDICAMENTOS: a indústria farmacêutica produz somente algumas dosagens de medicamentos. Uma dosagem muitas vezes não atende todos os pacientes e daí a necessidade de modificar a dosagem de um medicamento através da manipulação.

    2. LIMITAÇÕES NAS FORMAS FARMACÊUTICAS: a indústria farmacêutica produz somente algumas formas farmacêuticas; geralmente produzem somente uma forma oral sólida (cápsula ou comprimido) e ou injeções. Isso não atende às necessidades de crianças, bebês prematuros, idosos e outras populações especiais. É fato que o Congresso Nacional fez valer o privilégio de que as indústrias possam de obter proteção adicional de patentes se for produzidos especialmente a forma pediátrica daquele medicamento. Entretanto, muitos laboratórios farmacêuticos não o fazem pois não é economicamente favorável. Portanto, a manipulação é necessária.

    A manipulação de preparações medicamentosas pode ser nas formas de mono e polifármacos, ou seja, uma mesma formulação pode conter um ou vários fármacos ou ativos contidos no mesmo produto, seja ele cápsula, xarope, solução oral, produto de uso tópico, entre outros.
    Atendimento personalizado, seguindo atenciosamente as especificações da prescrição do profissional habilitado e às necessidades do paciente;

    O medicamento magistral é manipulado sob rígidos controles:
    • Controle do processo;
    • Controle de limpeza e sanitização;
    • Controle documental;
    • Pessoal treinado e qualificado.

    Toda farmácia de manipulação, portanto, para estar aberta e poder manter suas atividades de manipulação de fórmulas tem que OBRIGATORIAMENTE seguir às normas estabelecidas pela ANVISA (a Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Isso é uma normativa e prerrogativa de trabalho, ou seja, todas as farmácias são fiscalizadas pelas Vigilâncias Sanitárias de sua cidade ou estado.

    Rastreabilidade Garantida!
    Tudo o que acontece na farmácia magistral é documentado, desde a forma de manipulação e o registro de todo o processo, a aquisição das matérias-primas (todas adquiridas em fornecedores auditados pela ANVISA e que atendem às Boas Práticas Farmacêuticas), sendo estas ainda submetidas a testes de controle de qualidade em diversos momentos: dentro da empresa fabricante, dentro da distribuidora da matéria prima, dentro da farmácia de manipulação e ainda, por laboratórios terceirizados, eliminando qualquer probabilidade de viés ou de conflito de interesses na emissão do laudo ou parecer final sobre a qualidade do produto.

    Você conhece uma farmácia de manipulação por dentro?
    São vários laboratórios diferentes, com estruturas e operações rigidamente controladas e regulamentadas. Há ainda diversas classes ou categorias de produtos que são manipuladas em laboratórios restritos, com controle de processo ainda mais rígido, uma vez que alguns medicamentos podem ser potencialmente mais perigosos que outros. Tudo isso para garantir a qualidade do produto e segurança por todos aqueles que utilizam algum produto produzido em uma farmácia de manipulação.
    A empresa, lá dentro, naquelas áreas que você não costuma ver, possui praticamente as mesmas estruturas de uma indústria farmacêutica, só que em escala menor, com mais pessoas trabalhando e menos máquinas – o seu medicamento ou produto sempre é feito após a solicitação no balcão.

    Todo o processo é supervisionado por um farmacêutico e por este motivo você deve perceber a diferença de atendimento em uma farmácia de manipulação: os farmacêuticos magistrais possuem atenção e carinho muito maior, uma vez que sabem que a qualidade do serviço que eles prestarem para os pacientes é que vai garantir o retorno dos mesmos.
    Ainda possui dúvidas se a sua farmácia de manipulação é ética, séria e confiável?

    Confira dicas infalíveis:
    1. Documentação Legal Visível ao Público: Alvará de Funcionamento, Alvará Sanitário e Certidão de Regularidade Técnica emitida pelo Conselho Regional de Farmácia;

    2. Farmacêutico Sempre Presente: segundo a Lei Nacional, o “farmacêutico deve estar presente em todo o horário de funcionamento, inclusive nos intervalos de almoço”, ou seja, se a farmácia está aberta, tem que ter um farmacêutico para te atender – isso é Lei e uma obrigatoriedade em qualquer farmácia ou drogaria, e desde 1973!!!! Se a farmácia de manipulação que você frequenta não possui farmacêutico, algum problema tem. Algumas vezes eles estão nos bastidores (laboratórios, funções administrativas) e se você desejar ser atendido por um, solicite ao balconista;

    3. Todas as matérias-primas que são adquiridas são acompanhadas pelos Laudos de Controle de Qualidade:Ficou com dúvida se a empresa realmente tem aquele produto? Peça a cópia deste Laudo, nele deve conter o nome do princípio ativo, sua data de fabricação e validade, lote, entre diversas outras informações importantes;

    4. Ambiente Agradável: não venho aqui falar da “farmácia mais bonita”, até porque sabemos que muitas vezes o ambiente interno das farmácias são montados baseando-se no tipo de público que estas desejam atingir. Você vai saber quando entrar num estabelecimento adequado (não terá mofos nas paredes, o ambiente será organizado e limpo, os profissionais estarão adequadamente uniformizados e serão ágeis e prestativos com você;

    5. Fator Preço: sempre que me perguntam isso eu falo que não cabe à empresa saber se o produto é caro ou barato, isso é um fator tão particular, não é? Não consigo prever o poder aquisitivo de cada um de vocês, muito menos o problema a ser resolvido, então, a questão preço é bastante delicada, pois eu vejo muito mais o valor que um produto manipulado pode oferecer, que o preço propriamente dito. Pesquisa de preços é importante? Claro que sim!! Mas, se você já confia em uma determinada empresa, tenho certeza que não é pelo preço, mas sim pela qualidade dos serviços e produtos oferecidos que a mesma sempre foi capaz de entregar;

    6. Drogaria X Farmácia de Manipulação: minha dica é que você sempre prefira adquirir produtos manipulados somente em farmácias de manipulação, pois o seu relacionamento com aquele que produz será sempre mais estreito e você poderá sempre esclarecer suas dúvidas, conversar melhor com o farmacêutico em caso de algum pedido especial (uma embalagem diferente, um rótulo com mais alertas de administração, cápsulas com cores diferentes, cremes sem essência…e por ai vai). É sempre melhor comprar o seu medicamento manipulado na farmácia de manipulação!

    Espero ter ajudado na escolha da sua farmácia de manipulação.

     

    Sobre o Autor: Marlon Barg é Farmacêutico, com mais de 14 anos de bagagem. Possui Pós Graduação em Cosmetologia e Manipulação Magistral, Especialização em Ciências Farmacêuticas (Farmácia Clínica), Mestrado em Ciências da Saúde (Fisiopatologia/ Fotoproteção) e está em fase de conclusão do MBA em Marketing Digital. Já foi farmacêutico magistral e propagandista. Atua como consultor farmacêutico, professor e crítico! Ministrante de vários cursos para farmacêuticos e empresários de todo o Brasil, atua como Diretor Técnico da Pharmaceutical Consultoria.

Carregar Mais