Atendimento telefônico: 48. 3234-7247 ou 48. 3364-7247
Somos feitos de ideias. Cresça conosco.

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (Obrigatório)

Seu telefone (com DDD) (Obrigatório)

Assunto

Mensagem


Reconhecimento

Desde 2007 entregando o melhor conteúdo para o crescimento das farmácias e farmacêuticos magistrais.

Siga-nos

Nosso Endereço

Rua Santa Luzia 100
The Place Office Sala 206
Florianópolis, Ilha da Magia SC
Brasil

Telefones: 48. 3234-7247  | 3364-7247
Email: pharmaceutical@pharmaceutical.com.br

Novo suplemento alimentar chega ao Brasil como nova opção para o tratamento da dor crônica, dor neuropática e osteoartrite.

Novo suplemento alimentar chega ao Brasil como nova opção para o tratamento da dor crônica, dor neuropática e osteoartrite.
17 de agosto de 2016 Marlon Barg

Conhecido como Palmidrol ou pelos nomes de palmitoiletanolamida ou palmitiletanolamida, ou simplesmente PEA, é um lipídeo que ocorre naturalmente no nosso organismo, de forma congênere aos receptores endocanabinoides, o que justifica sua ação analgésica tanto sistêmica quanto através de aplicações locais (tópicas).

Um produto fantástico que chegou ao Brasil para se transformar numa verdadeira ferramenta de combate à dor e inflamação neurogênica.

PeaFlex™, como é chamado este produto no Brasil, pode exercer papel na manutenção da homeostase celular, principalmente quando ocorrem eventos estressores que desencadeiam inflamação neurogênica e dor de origem neuropática. Sabe-se que o PEA é produzido pelo nosso organismo sob demanda, o que significa que quando sofremos um quadro de dor ou de neuroinflamação esta substância é naturalmente produzida com a finalidade de aliviar este quadro, por isso, é considerado um modulador da homeostase imunoneural.

Principais atividades

  1. Analgésico: Modula quadros de dores neuropáticas.
  2. Neuroprotetor: Principalmente relacionadas aos eventos estressores que desencadeiam quadros de dor de origem neurogênica.
  3. Anti-inflamatório: Sua ação antioxidante complementar é muito útil em casos de neuroinflamação.

Neurônios e Dor

Conheça mais: Dor Neuropática

A dor neuropática é a dor que vem de nervos que sofreram lesão. Ela difere das mensagens de dor conduzidas ao longo de nervos sadios a partir de tecidos com lesões (por uma queda, corte ou por um joelho com artrite, por exemplo). A dor neuropática é tratada por remédios diferentes dos utilizados para a dor que vem de tecidos lesionados.

Estudos apontam que sete em cada cem pessoas têm dor com características neuropáticas. A dor neuropática é um tipo de dor que costuma ter um grande impacto na vida de quem sofre com elas. Em comparação com outros tipos de dor, costuma ser mais intensa e estar associada à incapacidade e à considerável diminuição na qualidade de vida.

A dor neuropática surge como uma consequência direta de uma lesão ou doença que afete o sistema somatossensorial. Os sintomas mais comuns são dor em choque ou em queimação, formigamento e sensações alteradas.

Saiba como a escala de dor é avaliada e faça o teste

Escala de Dor

Tipos de Dor

Resultados dos Estudos Clínicos com PEA

  • Redução da dor neuropática, acompanhada da melhora da funcionalidade motora;
  • Redução da intensidade da dor em pacientes com neuropatia periférica induzida pela quimioterapia;
  • Melhora dos parâmetros eletrofisiológicos apresentados nos pacientes com Síndrome do Túnel do Carpo;
  • Possibilita a redução significativa da utilização de anti-inflamatórios não-esteroidais;
  • Ainda: PEA é efetivo naqueles pacientes que descontinuaram terapias analgésicas em virtude dos efeitos adversos;
  • Classificado como suplemento alimentar.

Dor

Permite aos prescritores utilizarem doses subterapêuticas de tratamentos clássicos como a carbamazepina, pregabalina e oxicodona, mantendo os efeitos analgésicos e reduzindo os efeitos colaterais que seriam provocados pelas doses terapêuticas destes fármacos.